Escola de Pedagogia Espírita

Em 2010, seguindo os mesmos ideais da Instituição, foi erguida a Escola de Pedagogia Espírita Professor Eurípedes Barsanulfo, escola confessional, com início no ensino infantil e ampliada para educação fundamental I e II, que está fundamentada na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, LDB, nº 9.394/96, na Declaração Universal dos Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente de 1990.

"Deus conosco, Deus em nós" .

Ao iniciar a proposta não poderíamos deixar de citar o ensinamento acima, que deu inicio a todo trabalho já realizado e nos norteia a cada nova etapa. O profeta Isaías (7:14), anunciando a vinda de Jesus - O Messias, nomeou-O "Emanuel", em hebraico "Deus conosco", porque Ele era Aquele que trazia em si a Lei Divina, em cujas letras estava o código de conduta universal. Ao compreendê-lo e praticá-lo na sua essência, o homem torna-se autônomo, responsável, solidário, não precisando mais de leis civis para cerceá-lo ou puni-lo, e porque a Lei Divina está nele, passa a viver em equilíbrio e harmonia com seus semelhantes. A medida que passa a ter esta prática a sociedade em que vive se transforma igualmente. Para isto precisa de seu próprio esforço e vontade.

Dentro de cada Ser já existe a essência da Lei Divina a despertar, porque, sendo todos criação de Deus, todos possuem-lhe os princípios divinos, cujo atributo natural é a inteligência, que é desenvolvida de múltiplas formas, onde a escola ocupa o papel em uma fase da vida do Ser.

O objetivo da nossa escola, além do desenvolvimento da inteligência, é também aguçar o lado bom do ser. Acreditamos no ser humano, na sua capacidade de aprender e na sua evolução.

Demoramos ou as vezes não entendemos como despertar o que temos de bom, esse processo fica claro quando imaginamos uma escala evolutiva do espírito, que cada um está em um tempo, mas, que todos devem ser estimulados a acessar o que tem de melhor até chegarem a ser seres angelicais.

Nesta escala, passa ele por 4 fases:

  • Da IGNORÂNCIA das leis divinas (o pensar somente em si);
  • Da CONSCIÊNCIA INDIVIDUAL, onde já tem noção das leis divinas (o pensar em si e na sua prole);
  • Da CONSCIÊNCIA COLETIVA, onde já começa a colocar em ação as leis divinas (o pensar em si, na sua prole e na comunidade onde vive);
  • Da CONSCIÊNCIA CÓSMICA, quando a lei divina está dentro dele ..."Deus conosco, Deus em nós". Não mais pensa em si, a família universal é a sua família. Trabalha pelo bem de todos como irmão de uma mesma família.

A criança já vem com uma bagagem evolutiva e nos seus primeiros anos de encarnação já inicia seu processo de educação. Alguns valores são passados pela família, mas muitos são deixados para trás, ai que entra o papel da nossa escola ... a continuação da educação. A escola tem de ensinar todos os conteúdos da educação. A escola tem de ensinar todos os conteúdos da educação referentes a cada idade do desenvolvimento escola, mas acima de tudo, acreditamos no desenvolvimento pleno do ser e para atingir a plenitude das suas habilidades é necessário o ensinamento dos valores.

Todos os indivíduos e sociedade são fundamentados nos valores, que são características que definem pessoas e grupos, bem como os seus respectivos modos de agir, por isso acreditamos que essa base é necessária para uma boa educação.

Os valores:

  • Religiosos: A fé é o principal valor religioso, independentemente da crença ou religião da pessoa. Outros valores religiosos importantes são a caridade e a esperança.
  • Morais: Ditam o funcionamento das sociedades e foram pré-estabelecidos ao longo dos anos. Os valores morais são diferentes entre uma sociedade e outra.
  • Sociais: Contribuem com o convívio das pessoas em sociedade, dentre eles o respeito é sem duvidas, o maior valor a se destacar nesta categoria, pois sem ele não há meios de superar as diferenças. Outros valores sociais importantes são o compartilhamento e o diálogo.
  • Éticos: É o caráter, a conduta do ser. É a prática de acreditar nas regras através de estudos.

A escola, nesse momento, unifica conceito e prática; valores mais projetos. Todo aluno que iniciará na escola será inserido no PROJETO VALORES. Após o entendimento das práticas de valores, o aluno será inserido em um novo grupo em que seus conceitos serão a base no seu desenvolvimento. No GRUPO DE DESENVOLVIMENTO o aluno passa a escolher o assunto, o projeto de interesse e se torna ativo no seu aprender, busca informações, pesquisa, conversa, anota, calcula e soluciona os conflitos cognitivos. Depois que o aluno estiver com uma boa produção textual, conhecimentos lógico-matemáticos, passa para um outro grupo, GRUPO DE ESTUDO, onde todo seu aprender será posto em prática, ele será o protagonista, pensará no projeto que irá desenvolver e o que poderá conquistar, um projeto que pode ser para escola, para comunidade, para cidade e outros.

O aluno com essa metodologia de trabalho passa ser ativo no seu aprender, o estudo dos valores e os projetos promovem o comprometimento e o interesse, torna o aluno responsável e autônomo no seu aprender, consciente, humanizado e pleno de suas inteligências: espacial, cinemática, linguística, lógico matemática e emocional.. Ao final o aluno transborda sua essência, um ser ético (com todo seu conhecimento e prática de valores).